Sobre mim

Da Costa, Vitor Bruno Marques
Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6139024285331935

Verificações

Vitor Bruno Marques da Costa, Advogado
Vitor Bruno Marques da Costa
OAB 94.762/PR VERIFICADO
O Jusbrasil confirmou que esta OAB é autêntica

Principais áreas de atuação

Direito do Trabalho, 27%

Conjunto de normas jurídicas que regem as relações entre empregados e empregadores, são os direit...

Direito Civil, 27%

É o principal ramo do direito privado. Trata-se do conjunto de normas (regras e princípios) que r...

Direito Penal, 22%

É o ramo do direito público dedicado às normas emanadas pelo Poder Legislativo para reprimir os d...

Direito de Família, 22%

É o ramo do direito que contém normas jurídicas relacionadas com a estrutura, organização e prote...

Recomendações

(2)
David da Silva Santos
David da Silva Santos
Comentário · há 6 anos
Todos os motivos que os estudos apresentam para justificar a conduta criminosa do injusto esqueçem que o crime é opção. Tira-se a necessidade e o crime continua, se a pessoa é pobre ela rouba uma galinha, dá-se instrução a ela e vira estelionatária, vota-se nela e ela vira mensaleira. Por quê? Por que o crime esta dentro da pessoa e não na condição social. Isso os estudos não revelam. Todo preto é ladrão? Todo pobre é ladrão? (Se é não entendo por que não roubei ainda, visto haver épocas onde nem o que comer tinha, mas ufano-me de nunca haver possuido/ir sequer um prego alheio).

A situação carcerária é grave. Sim! Mas a situação da vítima indefesas mais ainda e não se vê matérias como esta reivindicando os direitos das vítimas dos presos, exceto os inocentes presos, minoria absoluta.

O ART 952 do Código Civil trata da usurpação ou esbulho, ora, aquilo que é subtraido com violência ou mesmo com astúcia deveria ser restituido com direito a indenização por danos psicológicos e materiais e emocionais e não deveria ser do cidadão prejudicado a iniciativa de exigir o cumprimento deste art entre outros, mas dever do estado velar que o bandido pague pelo crime não somente sendo preso e ficando à toa no presídio e a vítima sofrendo os traumas físicos, emocionais e financeiros decorrentes do ataque, o preso devia indenizar a vítima e pagar danos e o estado exigir isso do preso.

Posso presumir que este documentário visa apenas explorar a situação dos presos e concluir que nenhum dinheiro proveniente chegará as mãos de advogados para melhorar a situação dos presos inocentes, para que sejam soltos e indenizados, haja vista que os representantes do estado não vão para a cadeia por manter preso um preso que deveria esta solto.

Tanto o crime quanto o criminoso contam e se beneficiam desta mentalidade conivente e concubinatária que a sociedade tem com os mesmos. Nossa justiça jamais será a de 1º mundo.

Perfis que segue

(24)
Carregando

Seguidores

(3)
Carregando

Tópicos de interesse

(22)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros advogados em Curitiba (PR)

Carregando

Vitor Bruno Marques da Costa

Rua Comendador Macedo, 234, Centro - Curitiba (PR) - 80060-030

Entrar em contato